segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Novos investimentos na Região

Óptimas notícias, conseguimos aprovar no IVV um financiamento e 104.000,00€ para promoção. Trata-se de uma candidatura que tem como objectivo fazer acções no ponto de venda para formação do cliente, bem como promoção directa das vendas.

E, GRANDES NOTÍCIAS, fomos pré-seleccionados para apresentar um projecto no valor de 2,7M€ para a promoção do Enoturismo na região. Não esta garantida a provação mas é meio caminho andado.

sábado, 26 de setembro de 2009

Regularização de vinhas

Uma portaria a publicar nos próximos dias vem reduzir de 2000,00€ para 1.000,00€ a a taxa de regularização de vinhas por hectare. Uma óptima notícia.

A CVRVV e a DRAPN vêm dizendo desde há muito que o valor inicial era completamente irrazoável, mas demorou muito até se conseguir esta correcção.

Caso esteja a tratar de uma legalização, espere alguns dias, até que entre em vigor.

Reflexão pessoal: para Portugal ser um país melhor, o ideal não era escolher entre o J Sócrates e a MFLeite. O ideal mesmo... era que houvesse eleições todos os anos !

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Em Vindima II

Mais uma vez telefonemas pela noite dentro. Para cá e para lá: localizações, estradas, objectivos.

Ontem estive com um colega a acompanhar as brigadas no trabalho nocturno. Um trabalho muito duro, longas horas sem parar e sempre em tensão. Telefonemas, informações, a articulação com o IVDP, a GNR e a ASAE a horas em que o país já dorme há muito.

E uma vez mais tivemos sucesso. Melhoramos muito os procedimentos de controlo e os resultados estão a aparecer.

Em defesa da boa imagem da região, ( e para não prejudicar a fiscalização em curso ) há informação que não podemos publicar, nem aqui nem em lado algum. Será feito no final.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Vitis: prorrogado o prazo

Foi prorrogado até ao fim de Outubro o prazo de apresentação de candidaturas ao programa Vitis.

Como esta campanha bem o demonstra, a nossa região precisa imperiosamente de reconverter as vinhas, pelo que devemos aproveitar esta oportunidade.

Leia aqui a alteração à Portaria.

NOTA: erro meu, escrevi "Setembro" inicialmente neste texto. Está corrigido. Obrigado aos leitores que me alertaram.

Vinho Verde nos EUA

Vendas em Agosto

Aqui temos os dados de vendas de Agosto. Estamos a perder 8% no branco e 10% no tinto, face a igual período do ano anterior. Para analisarmos melhor esta descida no branco, elaborei o segundo gráfico, só referente a este tipo de vinho, mas organizado por tipos de embalagem


Percebemos agora onde se dá esta queda. Estamos a perder 6% na garrafa 0,75, 24% no litro e 34% nos 5 litros.

O aumento de preço, a escassez de produto teve um efeito devastador nos segmentos de menor preço no ponto de venda. Uma DO não é concorrente em preço com os vinhos de mesa, está claro.

Mas não desespere. Se no 0,75 perdemos 6%, verá com os dados Nielsen que publicarei nos próximos dias que estamos ... a ganhar quota de mercado !

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Convite - Venha provar Vinhos Verdes


Consumidores à descoberta do Vinho Verde

Prova interactiva no Dolce Vita pretende desvendar aromas e sabores

Dias 25 e 26 de Setembro, às 18h30, no Dolce Vita Porto

Dias 9 e 10 de Outubro, às 18h30, no Dolce Vita Tejo

Provar vinho de olhos vendados, distinguir os vinhos tintos/rosados/brancos, analisar visual e gustativamente vários vinhos e identificar e descobrir diferentes aromas presentes são alguns dos objectivos desta iniciativa organizada pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) que decorre nos dias 25 e 26 de Setembro, no Dolce Vita Porto, e nos dias 9 e 10 de Outubro, no Dolce Vita Tejo.

As provas estão marcadas para as 18h30 e pretende-se que sejam o mais dinâmicas e descontraídas possível. A acção arranca com um enólogo/animador que vai conduzir os convidados pelas várias fases de uma prova técnica de vinhos.

Despertar os sentidos é o desafio que a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) propõe. Com uma acção que se pretende informal e interactiva, os participantes vão ter a oportunidade de conhecer melhor o universo do Vinho Verde através de provas que vão permitir despertar e estimular a visão, o paladar e o olfacto. Serão provados os Melhores Vinhos Verdes 2009 – premiados pela última edição do concurso da Região dos Vinhos Verdes.

Participe. Inscrições gratuitas pelo telefone n.º 226077302, e-mail marketing@vinhoverde.pt ou através do site www.dolcevita.pt

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

O vinho de mesa com indicação de casta


Mais de um ano após se iniciar este debate a nível nacional, o IVV apresentou uma proposta de Portaria para regulamentar os vinhos de mesa com indicação de casta. Já escrevi sobre este assunto antes: para ler estes textos, clique em "vinhos de mesa" na coluna da direita em baixo.

A questão que se coloca agora é a de saber se / como estes vinhos vão ser controlados.

Pela proposta do IVV ficamos a saber que... vão ser pouco controlados e malzote.

Fundamentalmente, o IVV propõe que o produtor "declare" que tem a casta X na sua vinha e se faça confiança nesta afirmação.

Apoio as vantagens desta nova categoria de vinhos mas temo que estejamos a seguir pelo caminho errado. Sendo certo que serão as melhores empresas, as que apostam na qualidade, as que investem no futuro, as que mais caro pagarão este erro.

Clique aqui para conhecer esta proposta e a posiçao da CVRVV.
Clique aqui para ler o artigo que publiquei na Revista de Vinhos sobre este assunto.

E pergunto, que interesses justificam que a certificação destes vinhos seja aberta a uma miríade de empresas privadas, as que certificam os enchidos e os queijos ?! que são certamente empresas serias, mas que conhecimento têm do nosso sector ? E vamos assistir a uma mudança histórica no Douro: o IVDP vai deixar de ter o monopólio da certificação dos vinhos na região.

Quando vejo pessoas com grande experiência nos vinhos defender isto, já nem sei o que diga...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Marketing

Entra agora no segundo ano a Pós Graduação em Marketing de Vinhos da escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. É um curso muito interessante com uma sólida formação teórica mas combinada com uma vertente prática por recurso a mais de uma dezena de formadores que vêm directamente das empresas. É pois um investimento na formação, mas também no estabelecimento de uma boa rede de contactos.

As inscrições estão abertas até ao dia 12 de Outubro.

Saiba mais clicando aqui e aqui.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Em vindima


O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura…
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova…

Miguel Torga

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Vindima em curso


Começa a vindima e o telefone já se ressente disso. Chamadas constantes. Alguns apontamentos:
  • sim, a ASAE está com a CVRVV a fazer fiscalização em conjunto e irão continuar. É uma acção que estava prevista no plano de fiscalização;
  • está terminada a segunda precisão de colheita. É curioso que a previsão de colheita ( feita por inquérito a 25 técnicos das principais empresas, adegas e DRAPN ) indica uma colheita próxima da do ano passado, mas todos os dirigentes indicam que a colheita será menor. Será que os dirigentes percebem mais que os técnicos ou haverá alguma tendência para a especulação ?
  • desagrada-me muito quando detectamos infracções com alguma gravidade, este ano já duas, mas será que os colegas não percebem que têm de ser rigorosos e cumprir os procedimentos definidos há muito ?

sábado, 12 de setembro de 2009

Casa do Valle

O Casa do Valle Grande escolha 2008 é o vinho do mês "para a mesa" na Revista de Vinhos.

Muito bem !

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

A inflação nas uvas da EVAG


O concurso para venda das uvas da EVAG apareceu há alguns anos por dois motivos.

Por um lado, a Estação tem um défice estrutural e, ao colocar no mercado algumas uvas que são reconhecidamente de boa qualidade, estamos a valorizar esse activo. Provando aliás que é possível fazer boa uvas e vende-las a bom preço sem nenhum artifício.

Por outro, o estudo que a Universidade Católica fez há um par de anos tinha esta ideia: leiloar as uvas da EVAG como modo de estabelecer uma tendência para a região e apoiar na valorização das uvas.

No ano passado tivemos 5 candidatos, creio, e as uvas foram para a Cooperativa de Felgueiras por 53 cêntimos o quilo. Um excelente valor pois deu à região um sinal de que é preciso valorizar a produção mas sem perder a cabeça.

Este ano, creio que todos esperávamos um ligeiro aumento e por isso não surpreendeu que a maior parte das propostas estivessem nos 53 a 57 cêntimos. De armazenistas e cooperativas.

O que surpreendeu porém foi o fecho. Repartindo branco e tinto para fornecedores separados, vendemos as brancas a 71 cêntimos e as tintas a 65.

Os valores a que fechamos têm de ser entendidos dentro de um contexto muito próprio que não pode ser extrapolado para a região. As brancas foram compradas por um pequeno produtor de vinhos de topo, muito premiados. As tintas por uma empresa com vocação e competência na produção de excelentes Verdes tintos.

Vale pois a pena reter na mente os números da maioria ( 53 a 57 cêntimos ) e não nos deixemos influenciar pelos valores de fecho.

Embora, como produtores de uvas... estejamos muito satisfeitos !

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Festa Vinho Verde & Foz Velha no
RED BULL AIR SHOW

A Região dos Vinhos Verdes e o prestigiado restaurante Foz Velha associaram-se para acompanhar nos jardins da CVRVV o Red Bull Air Show que visita a cidade do Porto no próximo domingo dia 13.

Abriremos as portas pelas 12:00 horas e, ao longo da tarde, desfrutaremos deste espectáculo único ( dos nossos jardins vê 80% da pista ), que poderemos acompanhar com bebidas num serviço de bar permanente que incluirá os melhores Vinhos Verdes, premiados no concurso anual de vinhos, transmitido pela RTP em Junho passado.

Ao fim da tarde, para evitar que regresse a casa no ponto alto do trânsito, degustaremos as propostas que o Chefe Marco Gomes do Foz Velha preparou para acompanhar os grandes vinhos da nossa região.

Partilhe connosco estar tarde inesquecível, inscrevendo-se pelo telefone 226077300 ou pelo correio electrónico susana@vinhoverde.pt, porquanto a entradas serão limitadas para assegurar o maior conforto. A presença tem um custo de 15,00€ p.p, a ser liquidado no momento da entrada ( não existe serviço de Multibanco ).

Marcas da distribuição

Tenho acompanhado com a maior proximidade possível os dados que a Nielsen vai divulgando sobre o mercado nacional de vinhos e dos quais aqui tenho dado conta. Anualmente realiza-se na CAP em Novembro uma excelente reunião na qual é feito o balanço do ano comercial, com a própria Nielsen e com os compradores das principais grandes redes. Uma reunião a manter em agenda.

Trago agora uma publicação gratuita da Nielsen, a SCANTRENDS, que nos permite acompanhar os “grandes números do mercado” e da qual proponho uma reflexão: o peso das marcas próprias da distribuição e o estreitar do espaço de linear das marcas do produtor.

A marca própria vem crescendo, ano após ano, de forma claramente estrutural, não se antevendo que atinja um patamar tão cedo. A noção de “crise” que paira na mente do cliente ainda reforça esta tendência. As marcas próprias representam hoje 32,6% do negócio alimentar, embora nas bebidas alcoólicas estejamos nos 11%.

Estamos a viver uma alteração das regras do negócio. Depois de nos anos 90 termos assistido ao aparecimento de centenas de pequenas marcas, este é o momento da correcção. Cada vez mais teremos nas prateleiras as marcas próprias e mais 4 ou 5 marcas com muita rotação. E pronto.

Clique aqui para descarregar o SANTRENDS de Agosto.

Porque tiro partido desta publicação para este artigo, é de toda a justiça realçar que a Nielsen tem um fantástico manancial de informação comercial e de mercados, actualizado diariamente em milhares de pontos de venda. Caso tenha interesse, com muito gosto lhe faço chegar o nosso contacto naquela firma e uma “cunha “ para que lhe façam uma boa proposta.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Stocks a 31 de Agosto

( clique na imagem para aumentar )


Os stocks em abertura de vindima: estamos praticamente com os mesmo valores de 2008, 36 milhões de litros.

Trata-se naturalmente de um valor limitado, que será suficiente se as vendas não crescerem.

Na produção temos 7,3M litros, mais tinto que branco. Não faça a conta a este vinho pois está repartido por 25.000 produtores. São quantidades irrisórias por cada local. Do mesmo modo atenção com a categoria "adegas cooperativas" pois algumas adegas estão classificadas como armazenistas pois compram vinho.

Para ver a tabela detalhada, clique aqui.

Controle da Vindima


Bela reunião, hoje à tarde, na CVRVV com uma sala cheia de produtores.

Foi apresentado o plano de vindima ( para descarregar este documento, carregue aqui ) e ouvidas algumas propostas e preocupações dos presentes.

Não é uma vindima fácil. Havendo uma aparente falta de uvas, porém os números não justificam um aumento de preços. O stock encontra-se ao mesmo nível do ano passado e as vendas não sobem, aliás descem um pouco.

Vamos reforçar o controlo das entregas em adega e dos trânsitos. Algumas situações verificadas em 2008 não se poderão repetir: talões de pesagem sem numeração sequencial ou com números e datas incoerentes. E quanto aos trânsitos, especial atenção terão os produtores que têm camiões prontos para trânsito já carregados no início da manhã.

A vindima é sempre um momento de stress. São corridas, são telefonemas, são negociações. E cada pessoa na região vive a vindima de modo especial.

Venham pois as uvas: vai começar a vindima da região que melhor paga as uvas brancas em Portugal !

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

O trabalho desconhecido das associações

Quando as coisas correm mais ou menos bem, ninguém precisa das associações. ANCEVE, FENADEGAS, CAP, enfim as associações do sector. Quando as coisas correm bem, ninguém se lembra delas.

Todos se lembram porém da sua associaçãozinha em anos em que o cobertor não chega para tudo. Como é este ano. As firmas começam a fazer as contas à vida e chegam à conclusão de que uma boa forma de reduzir custos é sair da associação. E lá vai uma cartinha.

Hoje recebi uma bela notícia que é um bom exemplo daquele trabalho discreto que as associações fazem, que tem custos, mas que ninguém agradece. Resume-se nisto: o governo Brasileiro recusou a proposta dos produtores daquele país para que os vinhos importados fossem sujeitos a selagem na fronteira.

Lido assim parece uma boa notícia. Dirão alguns: "ah sim, o governo brasileiro estava a pensar obrigar a selar as garrafas ?"

Digo-lhe porém o que se esconde por trás desta "boa" notícia: meses de pressões em Lisboa, em Bruxelas e Brasilia. O nosso Ministro a falar com o Ministro Brasileiro, o nosso embaixador a marcar reuniões com os decisores em Brasilia. O Engº Sócrates a levantar o assunto com o Presidente Lula da Silva. E as associações a pressionar, cartas, faxes mails, audiências. Digo as nossas, porque Portugal é o maior interessado, mas certamente foram também as francesas, as italianas, as espanholas.

Foram meses de trabalho de gabinete de que a história não rezará.

A existência de associações fortes, bem organizadas e capazmente financiadas, com presença nas regiões e em Bruxelas é essencial para a rentabilidade das empresas.

Se não acha isso, pense em avisar o seu importador no Brasil para abrir as caixas e colar um selo em cada garrafa !


quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O Via Latina nas praias do sol português





















Como tinha indicado num texto anterior, a marca Via Latina, da Vercoope, fez uma extensa promoção nas principais praias do norte e centro do país. Uma equipa jovem montava em cada praia uma esplanada de degustação, convidando os veraneantes a provar os vinhos.

Este tipo de acção é muito interessante para marcar com boa distribuição nas áreas visitadas, como é o caso.

Aqui fica o registo fotográfico.


terça-feira, 1 de setembro de 2009

Amândio Barbedo Galhano

Data nascimento: 1908-04-17
Data morte: 1991-03-27
Engenheiro Agrónomo. Foi Director da Estação Agrária do Porto, Vice-Presidente da Comissão Técnica Permanente de Viticultura e Enologia, Delegado Permanente de Portugal no OIV, Director do Laboratório da CVR Vinhos Verdes. Delegado activo de Portugal nos congressos e assembleias gerais da OIV e comissões internacionais de Enologia. A partir de 1950 participa no «Plano de Fomento de Adegas Cooperativas». Contribui de forma decisiva na reivindicação para o Registo Internacional da DO “Vinho Verde”, atribuído pela Organização Mundial da Propriedade Industrial. Pioneiro do progresso qualitativo do Vinho Verde e da expansão deste produto nos mercados internacionais.

Previsão de Colheita

Está disponível a previsão de colheita do IVV para todo o país, que pode consultar clicando aqui.

No que diz respeito à nossa região, o Instituto aponta para uma produção na casa dos 73 milhões de litros, ou seja ligeiramente acima do ano passado, mas 12% abaixo da média dos últimos 5 anos.

Na nossa região, a previsão é feita pelo questionário escrito a cerca de 25 técnicos de várias sub-regiões.