domingo, 18 de março de 2012

Vinho Verde: avança o cadastro da vinha


Este é o segundo artigo em poucas semanas que coloco sobre o cadastro. Isto porque vamos ter novidades. A Direcção Regional de Agricultura do Norte, com o apoio do IVV vai avançar já nas próximas semanas com uma campanha muito intensa de actualização do cadastro.

Neste momento toda a região se encontra cadastrada, mas há cerca de 4.000 hectares, titulados pro aproximadamente 10.000 produtores que se encontram inscritos em ficheiros mais antigos e precisam de ser incorporados no novo cadastro, com georeferenciação das parcelas e elevado rigor no cálculo das áreas.

É bom de ver que este lote fina é o mais difícil. São os produtores mais pequenos, os que têm mais inércia, os que menos vezes visitam os serviços. Daqui até ao final de Julho vão ser longos os dias de trabalho. E não admira que muitos produtores só se lembrem de aparecer nos serviços da DRAP-Norte em Novembro, quando estiver a acabar o prazo para fazer o manifesto.

Porém, por muito grandes que sejam as dificuldades, é com enorme gosto que registo em primeiro lugar o saudável trabalho de equipa que se tem desenvolvido entre o IVV, a DRAPNorte e a CVRVV. E em segundo lugar o imenso, repito, imenso trabalho já feito. A nossa região tem já hoje um cadastro extremamente actualizado, que é partilhado diariamente por estas entidades, que é uma ferramenta de trabalho constante.

Ao leitor que for produtor de Vinho Verde, um apelo especial: se o seu cadastro da vinha não foi actualizado recentemente, faça-o agora com calma, não espere para a época de vindima com as filas que inevitavelmente ocorrerão. A carta de preparação do manifesto de 2012 sinalizará também os produtores que se devem dirigir aos serviços.

Para ler o anterior texto sobre este assunto, Artigo sobre cadastro da vinha

sexta-feira, 16 de março de 2012

Vinho Verde: vendas em Fevereiro

Os dois primeiros meses do ano dão ainda uma imagem pouco clara do que poderá ser o ano, mesmo assim é com agrado que notamos que não se verificam de todo os cenários catastróficos sempre anunciados.

No branco estamos cerca de 7 % abaixo de igual período no ano passado. Não é de lançar foguetes pois são dados de apenas dois meses, mas claramente é um número que nega os cenários mais catastróficos.

Do mesmo modo, é de ler com prudência este segundo mapa dado tratar-se de um período curto. Não estou convencido, sinceramente que haja uma inversão da descida estrutural na venda do tinto. A propósito dos tintos, para reflexão do produto, ler o artigo editorial do Dr Luís Lopes na revista de Vinhos deste mês.

O próximo texto sobre as exportações - já fechamos os dados de 2011.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Vinho Verde: stocks em Fevereiro

( clicar no mapa para aumentar )

O mapa de stocks em Fevereiro não trás novidades de monta. O stock de branco está um pouco acima do ano passado ( não esqueça de somar o mosto branco, na linha azul ), o tinto está um pouco abaixo, fruto da menor produção deste ano e de algum tinto ter sido logo inscrito como vinho de mesa. A disponibilidade de rosado aumenta um pouco. Chamo a atenção d leitor para o movimento estrutural que o rosado tem tido: se é verdade que as vendas têm aumentado, não é menos notório que a produção tem aumentado acima desta curva de vendas, pelo que o stock inevitavelmente aumenta.

Amanha coloco aqui o mapa de vendas.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Vinho Verde: uma década de produção em gráfico


Fonte: Declarações de Colheita e Produção. Unidade: litros. Legenda: M=mosto. Ausente do gráfico o vinho de mesa e o vinho regional Minho.